Programa do Facebook vale como crédito para estudantes

Mãos na massa, concessão de créditos universitários de acordo com atividades desenvolvidas on-line e programação. No último dia 13, o Facebook, em parceria com a Universidade de Stanford, lançou a Open Academy, projeto que quer ajudar estudantes de ciência da computação a se preparar para o mercado de trabalho por meio do desenvolvimento de plataformas de código aberto.

Depois da aplicação de um piloto bem sucedido no ano passado, a Open Academy conseguiu, neste ano, a adesão de mais 22 instituições, como o MIT, a Universidade de Toronto, Universidade do Texas e Universidade de Tóquio. A novidade, entretanto, não é só essa. O programa agora vai permitir que os alunos recebam créditos universitários de acordo com as atividades de codificação desenvolvidas.

O objetivo por trás disso tudo é amenizar a diferença que os estudantes sentem na passagem da academia para o mercado de trabalho. Na primeira etapa do programa, alunos e orientadores das próprias universidades vão passar por um curso intensivo de um final de semana na sede do Facebook. Depois, numa segunda etapa, os alunos voltam para suas universidades e continuam a trabalhar em equipes virtuais, que terão mentores – os orientadores de cada universidade formados pelo Facebook – responsáveis por ensinar, avaliar o desenvolvimento e sugerir maneiras de aplicar melhorias nos códigos, como o do Mozilla que é opensource.

Leia na íntegra: http://porvir.org/porfazer/programa-facebook-vale-como-credito-para-estudantes/20131121