Professor e aluno usam site para criar mapas mentais

Os brasileiros costumam aparecer em posição de destaque nos rankings que elencam as populações que mais tempo passam navegando na web. Estudo divulgado este ano pela ComScore aponta que na América Latina o Brasil lidera essa estatística, com 27 horas navegadas por mês por cada cidadão conectado. Tamanha disposição para estar on-line faz com que tanto empresas já consolidadas quanto startups invistam constantemente em novas ferramentas e em espaços virtuais para esse público. Um dos mais recentes endereços web nesse cenário é a plataforma Examtime, que chega ao idioma português depois de ter sido lançada em inglês e em espanhol.

Trata-se de um espaço para estudar on-line e que aposta na figura do estudante ou professor autor, aquele que já não se limita a somente consumir o que está na rede, mas também está disposto e interessado a criar e a produzir. Na plataforma, recursos educacionais podem ser criados e gerenciados em rede, num espaço gratuito que requer cadastro simples para fazer login na plataforma. Quem entra lá, encontra um ambiente social. Além de novos recursos, pode criar grupos e disciplinas.

“Se um professor quer que toda a turma esteja ali, ele pode adicionar um a um nos grupos e em seguida criar um quizz, um mapa mental, um memory card ou fazer notas, e todos no grupo poderão visualizar e interagir”, explica Alessandra Fu, da equipe de marketing da Examtime. Alessandra é brasileira, mas atualmente está baseada na Irlanda, onde está o grupo responsável pelo desenvolvimento e aperfeiçoamento do site. Qualquer um dos quatro formatos citados por ela tem uma interface de desenvolvimento bastante intuitiva.

Leia na íntegra:http://http://porvir.org/porcriar/professor-aluno-usam-site-para-criar-mapas-mentais/20131205