Plataformas facilitam estudo e troca de conteúdos

Cumprir uma rotina de estudante nem sempre é fácil. Exige disciplina e dedicação, tanto para o vestibulando quanto para o aluno universitário. Mesmo pertencendo a diferentes níveis de ensino, regularmente, ambos têm diante de si uma série de novos conteúdos, exercícios, provas e outras atividades pedagógicas, nem sempre empolgantes. Para facilitar essa rotina, por vezes desgastante, duas plataformas nacionais resolveram criar soluções que auxiliam diretamente o estudante de nível médio e o de nível superior a facilitar suas rotinas de estudo. Com o Meu Tutor, os alunos de educação básica têm acesso a um jogo interativo e colaborativo baseado em questões do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Já na rede social acadêmica Passei Direto, os universitários conseguem compartilhar qualquer tipo de material de aula com colegas de qualquer faculdade do Brasil.

Criada no ano passado – mas ofertada de maneira restrita a algumas instituições -, a plataforma Passei Direto passou, a partir do dia 9 deste mês, a liberar o acesso para estudantes universitários de todo o país. Idealizada por dois alunos da PUC-Rio, o portal gratuito já conta com mais de 350 mil estudantes cadastrados. A plataforma permite que os usuários compartilhem materiais acadêmicos, exercícios e provas. Ainda é possível tirar dúvidas por meio do portal e manter contato com estudantes calouros e veteranos da mesma universidade ou de outras instituições cadastradas.

Baseada no conceito de aprendizado coletivoGlossário compartilhado de termos de inovação em educação, a plataforma propõe ser uma nova forma de estudar de forma colaborativa. No Passei Direto, depois de um rápido cadastro, o usuário tem acesso a mais de 100 mil materiais disponíveis por alunos do mesmo curso, de outras instituições ou até de estudantes que já concluíram a universidade e resolveram disponibilizar parte do seu acervo no portal. Toda a plataforma é gerenciada pelos próprios estudantes. “Desde a criação, mais de um terço dos alunos da PUC-Rio já estão cadastrados. Diariamente, desde que abrimos para outras universidades, recebemos cerca de 15 mil novos participantes por dia. Além de estudantes de faculdade cariocas, os alunos das federais de Minas e a da Bahia são os que mais estão presentes”, afirma um dos fundadores, Rodrigo Salvador, de 24 anos, estudante de administração da PUC.

Leia na íntegra em: http://porvir.org/porcriar/plataformas-facilitam-estudo-troca-de-conteudos/20130923