Interpretação de dados tornará a educação preditiva

Há cerca de 40 anos, existia uma quantidade razoável de conteúdo que os educadores precisavam passar de geração a geração. Hoje, no contexto de uma sociedade que gera informação a todo instante, essa quantidade multiplicou-se por pelo menos algumas mil vezes. Com a internet e o desenvolvimento veloz da tecnologia, as pessoas tornaram-se mais multiconectadas e sofisticadas, especialmente quanto ao consumo da educação, gerando demanda por uma nova dinâmica de ensino e aprendizagem que acompanhe esse ritmo.

Estamos a caminho dessa adaptação, mas ainda não aplicamos na educação tudo o que a tecnologia nos possibilita. Atualmente, no Brasil, algumas escolas já usam as mídias sociais para entender parte do comportamento do estudante. Considerando que o perfil do aluno na comunidade, seja no contexto social, escolar ou familiar, impacta diretamente na personalização da aprendizagem, esse já é um benefício preliminar. Futuramente, a tecnologia e a automatização poderão gerar informações ainda mais representativas.

O desenvolvimento de ferramentas educacionais que permitem ao aluno, por exemplo, estudar onde e quando quiser por meio de plataformas digitais colaborativas e ser avaliado de forma adaptativa – de acordo com suas respostas e seu ritmo – é uma enorme evolução, mas não o mais longe que podemos chegar.

Continue lendo em: http://porvir.org/porpensar/interpretacao-de-dados-tornara-educacao-preditiva/20140422