Em Harvard, os Moocs já fazem parte do passado

Nos últimos tempos, os Moocs foram um dos temas mais comentados no universo da educação. Plataformas como o Coursera e o edX já ofereceram, juntas, cursos – de universidades como Harvard, Berkeley, Columbia e Stanford –, para mais de 4 milhões de pessoas. E são esses mesmos números que apresentam o outro lado da moeda: o lado frágil. O que fazer com esses milhões de pessoas famintas por conhecimento? Como avaliar o aprendizado de todas elas?

Em resposta a essas perguntas, acadêmicos de Harvard afirmam que esse modelo já faz parte do passado e que já vivemos a era pós-Mooc. Segundo eles, a moda de agora serão os Spocs (Small Private Online Courses), cursos on-line e gratuitos que, diferentemente dos Moocs, devem ser destinados para públicos pequenos, de no máximo dezenas ou centenas de participantes, o que significa um processo mais qualificado de avaliações e a capacidade de desenvolver uma experiência mais personalizada. E olhando mais para frente, com números menores, a discussão sobre custos e créditos levantada pelos Moocs, fica mais próxima.

A própria Universidade de Harvard, a Universidade da Califórnia, a Universidade de Berkeley e o MIT (Massachusetts Institute of Technology) serão as primeiras instituições a experimentar esse modelo mais exclusivo de curso on-line. O primeiro a ser oferecido é o de estratégia de segurança nacional, que vai começar na Harvard’s Kennedy School of Government – em modelo presencial – e terá sua versão Spoc para 500 participantes no HarvardX.

Leia mais em: http://porvir.org/porpensar/em-harvard-os-moocs-ja-fazem-parte-passado/20131101