Propriedades Óticas em Nanociência

Apresentação

A Nanotecnologia está presente em uma série de produtos, sejam eles na área de eletrônicos, fármacos, cosméticos, entre outros. A manipulação da matéria em uma escala extremamente pequena pode modificar algumas propriedades físicas. Neste conteúdo serão abordadas as propriedades óticas, como a mudança de cor das partículas dada pela variação do tamanho e organização de estruturas em nível atômico e molecular.

OBJETIVOS
  • Compreender o efeito da mudança de cor em partículas de diferentes tamanhos.
  • Entender como os conceitos de espectro e radiação eletromagnética estão relacionados com as Nanociências.

Ficha técnica

Unidades didáticas às quais este conteúdo pode pertencer:
  • Nanociências
Outros conteúdos que podem se relacionar a este:
  • Nanomateriais de Carbono
  • Conceitos Básicos Relacionados à Nanociência
  • Estrutura Cristalina
Níveis de ensino apropriados:
  • Ensino superior e médio

Créditos

Autores:
Coordenação pedagógica: Prof.ª Dr. Valeria Iensen Bortoluzzi
Coordenação técnica: Prof. Ms. Iuri Lammel
Instituição: Centro Universitário Franciscano (UNIFRA)
Data de publicação: Novembro de 2011
Local: Santa Maria - RS
Como citar este conteúdo:
MAIS UNIFRA. Propriedades Óticas em Nanociência. Santa Maria, RS: Unifra, 2011. Online. Disponível em: http://maisunifra.com.br/conteudo/propriedades-oticas-em-nanociencia/.

Bibliografia

Bibliografia que embasa este conteúdo:
  • DRANE, D.; SWARAT, S.; LIGHT, G.; HERSAM, M.; MASON, T. An Evaluation of the Efficacy and Transferability of a Nanoscience Module. Journal of Nano Education. v.1, p. 8-14, 2009.
  • ELLWANGER, A. L. Tópicos de Nanociências em Conteúdos de Física no Ensino Básico. Dissertação de Mestrado Profissionalizante em Ensino de Física e de Matemática, UNIFRA, Santa Maria, RS, BRA, 2010.
  • HEALY, N. Why Nano Education? Journal of Nano Education. v.1, p. 6-7, 2009.
  • PIMETA, M. A. & MELO C. P. Nanociência e Nanotecnologia, 2007.
  • SILVA, S. L. A; VIANA, M. M. e MOHALLEM, N. D. S. Afinal, o que é Nanociência e Nanotecnologia? Uma Abordagem para o Ensino Médio. Química Nova Na Escola, 2009.
  • TOMA, E. H. O Mundo Nanométrico: a dimensão do novo século. Oficina de Textos, São Paulo, 2004.

Espaço do professor

Olá, professor!
A seção Ideias e Propostas tem você como foco, ao fornecer sugestões de trabalho, em diferentes contextos, com os conteúdos que você encontra no MAIS Unifra. O documento que você vai acessar não é um plano de aula, por isso não pode substituir seu planajemento pessoal. Mas você poderá ter boas ideias a partir das nossas.
Aproveite este espaço e bom trabalho!

Introdução

Espectro e radiação eletromagnética - CONCEITO

Vivemos cercados por ondas, que podem ser mecânicas, como o som, ou eletromagnéticas, como a luz. As ondas mecânicas necessitam obrigatoriamente de um meio para se propagar, este pode ser sólido, líquido ou gasoso. Já as ondas eletromagnéticas não necessitam de um meio para se propagar, portanto estas podem se propagar inclusive no vácuo. As ondas eletromagnéticas são classificadas de acordo com a sua frequência (veja no objeto de aprendizagem abaixo). Também podemos visualizar que a frequência é inversa ao comprimento de onda. Quanto maior a frequência, maior será a energia, o que é mostrado pela equação abaixo:

E = hf  (equação 01)

onde h é a constante de Planck e vale 6,336 X 10-34 J.s e f é a frequência. Essa equação é conhecida como a equação da quantização da energia e foi proposta por Einstein em 1905, demonstrando a dependência da energia com a frequência.

As radiações são divididas em ionizantes e não ionizantes. As radiações ionizantes são aquelas em que a frequência provoca excitações diretamente no átomo. Já as radiações não ionizantes provocam excitações na molécula.

Frequências do Espectro Eletromagnético

As frequências inferiores ao visível são conhecidas como radiações não ionizantes, apresentam frequências pequenas, o que implica em possuir energia insuficiente para arrancar elétrons dos átomos. Porém, possuem a capacidade de excitar moléculas e romper ligações químicas. Dessa radiação fazem parte os tipos: ondas de rádio, micro-ondas, infravermelho e luz visível. Dentro as aplicações das radiações não ionizantes, podemos citar a transmissão de informações por meio dos equipamentos de celulares, sinais de TV e rádio.

No entanto, as radiações ionizantes possuem energia alta, suficiente para romper as ligações químicas ou expulsar elétrons dos átomos, ou seja, excitam diretamente o átomo.

Sob o ponto de vista dos sentidos humanos, as radiações ionizantes são: invisíveis, inodoras, inaudíveis e insípidas. Há três tipos de radiações as quais são diferenciadas pelo método de produção, poder de penetração e interação com a matéria que cada uma apresenta. Estas radiações são denominadas: radiação ultravioleta, raio X e radiação gama.

Modelos Atômicos - Um breve histórico

Passando o mouse sobre as imagens, você pode obter algumas informações sobre os cientistas que propuseram os modelos atômicos.

Nanotubo de carbono

Nanotubo de carbono

Nanotubo de carbono

Nanotubo de carbono

Nanotubo de carbono

Nanotubo de carbono

Nanotubo de carbono

Propriedades óticas nanométricas

Como abordado no conteúdo Conceitos Básicos Relacionados à Nanociência, as propriedades de alguns elementos químicos, como o ouro (Au), apresentam diferentes características quando manipulados em tamanhos menores. Uma das mudanças visíveis está na cor que este elemento pode apresentar.

O aplicativo abaixo ilustra qualitativamente esta propriedade.

Confinamento Quântico

Confinamento quântico, está relacionado com sistemas com dimensão zero, uma dimensão, duas dimensões ou três dimensões. O que define a dimensionalidade de um sistema material são os graus de liberdade que os elétrons confinados possuem.

  • Um exemplo de sistema com zero dimensão são os fulerenos, em que os elétrons só conseguem se deslocar na superfície interna da esfera.
  • Um exemplo de sistema unidimensional são os nanotubos de carbono, em que os elétrons deslocam-se somente em uma dimensão.
  • Um exemplo de sistema bidimensional é o grafeno, que é uma fina camada de carbono em que os elétrons podem se deslocar em duas direções.
  • Um exemplo de sistema tridimensional é o diamante e a maioria das outras moléculas e corpos sólidos em geral, em que os elétrons têm total liberdade de movimento.

Para saber mais, acesse o conteúdo "Nanomateriais de Carbono".

O confinamento quântico eletrônico é o responsável pela grande maioria das alterações nas propriedades das substâncias em nanoescala, materiais condutores podem apresentar comportamento e características de isolantes, e vice-versa.

A alteração na radiação emitida pode causar mudança de cor, onde os espectros de energia contínuos passam a ser discretos.

Atividades

Ainda não há atividades para este conteúdo.

MAIS

  • Para aprofundar-se um pouco mais, consulte: EISBERG, R.; RESNICK, R. Física Quântica – Átomos, Moléculas, Sólidos, Núcleos e Partículas. 13. ed. Rio de Janeiro: Campus, 1979, 928 p.

Objetos de Aprendizagem

objeto_nan_confinamento_quantico_miniatura
Confinamento quântico
O confinamento quântico eletrônico é o responsável pela grande maioria das alterações nas propriedades das substâncias em nanoescala, materiais condutores podem ap ...
Tipo da mídia:
nan_espectro-eletromagnetico_miniatura
Espectro Eletromagnético em Nanociência
As ondas eletromagnéticas são classificadas de acordo com a sua frequência. As radiações são dividas em ionizantes e não ionizantes. Veja isso no gráfico do Espec ...
Tipo da mídia:
nan_ouro-moido_miniatura
Mudança de cor do ouro
As propriedades de alguns elementos químicos, como o ouro (Au), apresentam diferentes características quando manipulados em tamanhos menores. Uma das mudanças visívei ...
Tipo da mídia:

Participe

ComentáriosFórum

Deixe um comentário

Para participar, você precisa primeiro fazer seu login.