Pré-natal Odontológico

Apresentação

O pré-natal odontológico é importante para a saúde da mãe e do bebê, pois possibilita a prevenção e o tratamento de doenças da boca que podem refletir sobre a saúde dos dois. Acesse este conteúdo didático e saiba como é o tratamento odontológico da gestante e sua importância. Conheça os problemas que a saúde bucal inadequada pode causar durante a gravidez e como cuidar da saúde da boca do bebê.

OBJETIVOS
  • Entender a importância do pré-natal odontológico.
  • Esclarecer como deve ser o tratamento odontológico no período gestacional.
  • Apresentar as consequências das condições bucais inadequadas na gestação.
  • Orientar sobre os cuidados com a saúde bucal do bebê.

Ficha técnica

Unidades didáticas às quais este conteúdo pode pertencer:
  • Odontologia
  • Odontologia intra-uterina
  • Odontologia para o bebê
  • Saúde bucal
  • Pré-natal
Outros conteúdos que podem se relacionar a este:
  • Saúde
  • Higiene bucal
  • Cárie dentária
  • Tratamento Odontológico
  • Qualidade de vida
Níveis de ensino apropriados:
  • Ensino médio e superior

Créditos

Autores:
Coordenação pedagógica: Profª. Dr. Valeria Iensen Bortoluzzi
Coordenação técnica: Prof. Ms. Iuri Lammel
Orientação pedagógica:
Instituição: Universidade Franciscana
Data de publicação: Abril de 2018
Local: Santa Maria, RS
Como citar este conteúdo:
MAIS UNIFRA. Pré-natal Odontológico. Santa Maria, RS: Unifra, 2018. Online. Disponível em: http://maisunifra.com.br/conteudo/pre-natal-odontologico/.

Bibliografia

Bibliografia que embasa este conteúdo:
  • MAMELUQUE, S; DE SOUZA JÚNIOR, E.B; REZENDE, J.C; COSTA, C.C.G; VANHAM, I.M, OLIVEIRA, J.M. et al. Abordagem integral no atendimento odontológico à gestante. Unimontes Científica. v.7, n.1, p. 67-75, 2005.
  • LITTLE, J.W; FALACE, D.A; MILLER, C.S; RHODUS, L.N. Manejo odontológico de paciente clinicamente comprometido. 7 ed. Rio de Janeiro: Elsiver; 2008.
  • GAJENDRA, S.; KUMAR, J.V. Oral health and pregnancy: a review. NY State Dent J. v.70, p. 40–44.
  • VIEIRA, G.F.; ZOCRATTO, K.B.F. Percepção das Gestantes quanto a sua saúde bucal. RFO. v.12, n.2, p.27-31, 2007.
  • CADERNOS DE ATENÇÃO BÁSICA. Ministério da Saúde. n. 17: Saúde Bucal. Brasília, DF, 2006
  • AMMARI, M.; KONISHI, F.; DAMIAN, B. Odontopediatria - Uma visão contemporânea. São Paulo: GEN, 2013.
  • ECHEVERRIA, S.; POLITANTO, G. T. Tratamento Odontológico para gestantes. 2. ed. São Paulo: GEN, 2014.
  • HOLDER, R.; et al. Preventive Dentistry During Pregnancy. Nurse Pract. v.24, no.2, p.21-24, 1999.
  • SCAVUZZI, A.I.F; NOGUEIRA, P.M; LAPORTE, M.E; CASTRO ALVES, A. A avaliação dos conhecimentos e práticas em saúde bucal de gestantes atendidas no setor público e privado em Feira de Santana, Bahia, Brasil. Pesq Bras Odontoped Clin Integr. v.8, n.1, p. 39-45, 2008.
  • LITTLE, J.W.; et al. Dental Management of the Medically Compromised Patient. 6. ed. St Louis: Mosby, 2002
  • KONISHI, F; KONISHI, R. Odontologia intrauterina: um novo modelo de construção de saúde bucal. In: Cardoso AJR. Odontopediatria: Prevenção. São Paulo: Artes Médicas; p.155-165,2002.
  • MEDEIROS, U.V. Atenção Odontológica para Bebês. Rev. Paul. Odontol. v.15, n.6, p.18-27, 1993.
  • POYAC J. Effects of pacifiers on early oral development. Int J Orthod Milwaukee. v. 17, n.4, p.13-16, 2006.
  • SIMIONI, L.R.G.; COMIOTTO, M.S.; SILVA, R.P.; BRUMI, S.C. Percepções maternas sobre a saúde bucal de bebês: da informação à ação. Revista de Pós-Graduação da Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo. v.12, n.2, p.167-173, 2005.
  • FÓFANO, C.S.N.; MIALHE, F.L.; SILVA, R.P.; BRUMI, S.C. Conhecimentos, atitudes e práticas maternas em relação ao uso da chupeta. Pesquisa brasileira em Odontopediatria e Clínica Integrada. v.9, n.1, p.119-23, 2009.
  • LOSSO, E. M.; TAVARES, M. C. R.; SILVA, J. Y. B. D.; URBAN, C. D. A. Cárie precoce e severa na infância: uma abordagem integral. Jornal de Pediatria. v.85, n.4, p.295-300, 2009.
  • BERKOWITZ, R.J. Mutans Streptovocci: acquisition and transmission. Pediatr Dent. v.28, n. 2, p. 106-9, 2006.
  • ZLOTNIR, E. Vou ser mãe: 40 semanas para uma nova vida. In: Guia Completo para gestantes, São Paulo, Ed. Escala, n.1, p.98, 2001.
  • OLIVEIRA, B.H.; SANTOS, A.P.P.; NADONOVSKY, P. Uso de dentifrícios fluoretados por pré-escolares: o que os pediatras precisam saber? Residência Pediátrica. v.2, n.2, 2.12-9, 2012.
  • ANDRADE, E.D. Terapêutica medicamentosa em odontologia: procedimentos clínicos e uso de medicamentos nas principais situações na prática odontológica. Artes Médicas. p.108-119, 2006.
  • CENGIZ, S. B. The pregnant patient: considerations for dental management and drug use. Quintessence international (Berlin, Germany : 1985). v. 38, n. 3, p. e133–42, mar. 2007.
  • CODATO, L. A. B. et al. Dental treatment of pregnant women: the role of healthcare professionals. Ciência & saúde coletiva. v. 16, n. 4, p. 2297–2301, 2011.
  • LAINE, M. A. Effect of pregnancy on periodontal and dental health. Acta odontologica Scandinavica. v. 60, n. 5, p. 257–64, out. 2002.
  • MOIMAZ, S. A. S.; SALIBA, O.; SANTOS, K. T. DOS. Prevalência De Cárie Dentária Em Gestantes Atendidas No Sistema Único De Saúde Em Município. Revista Odontológica de Araçatuba. v. 32, n. 1, p. 44–48, 2011.
  • NASCIMENTO, É. P. et al. Gestantes frente ao tratamento odontológico. Rev. Bras. odontol. v. 69, n. 1, p. 125–130, 2012.
  • PASSANEZI, E.; BRUNETTI, M. C.; SANT’ANA, A. C. P. Interacção Entre a Doença Periodontal E a Gravidez. Revista Periodontia. v. 17, n. 2, p. 32–38, 2007.
  • SILVA, F. W. G. D. P.; STUANI, A. S.; QUEIROZ, A. M. Atendimento Odontológico À Gestante - Parte 2 : Cuidados Durante A Consulta Dental Assistance Of Pregnant Women – Part 2 : Management During An Appointment. v. 47, n. 3, p. 5–9, 2006.
  • SILVA, E. L. Hábitos bucais deletérios. Revista Paraense de Medicina. v. 20, n. 2, p. 47-50, 2006.
  • MAGALHÃES, A.C; RIOS, D; HONÓRIO, H.M; MACHADO, M.A.A.M. Estratégias educativas-preventivas para a promoção de saúde bucal na primeira infância. Odontol clin-cientif. v.8,p. 245-9,2009.
  • BERVIAN, J.; FONTANA, M.; CAUS, B. Relação entre amamentação, desenvolvimento motor bucal e hábitos bucais: Revisão de literatura. R.F.O. v. 13, n. 2, p. 76-81, 2008.
  • MELO, M.M; WALTER, L.R.F. Relação comportamental em bebês de 0 a 30 meses. Semina. v.18, p. 43-6, 1997.

Espaço do professor

Olá, professor!
A seção Ideias e Propostas tem você como foco, ao fornecer sugestões de trabalho, em diferentes contextos, com os conteúdos que você encontra no MAIS Unifra. O documento que você vai acessar não é um plano de aula, por isso não pode substituir seu planajemento pessoal. Mas você poderá ter boas ideias a partir das nossas.
Aproveite este espaço e bom trabalho!

Introdução

Por que o pré-natal odontológico é importante?

A gravidez é um momento de muitas expectativas na vida da mulher, envolvendo tanto mudanças no corpo, nos hormônios e até mesmo no comportamento (NASCIMENTO et al., 2012). Nessa fase, a realização do pré-natal odontológico é importante, pois a gestante está mais preparada para receber informações, melhorar suas atitudes, estando disposta à alteração e adoção de hábitos saudáveis em benefício da própria saúde e da saúde de seu bebê (VIEIRA; ZOCRATTO, 2007). A mãe tem um papel fundamental no desenvolvimento da criança e também na promoção da saúde da boca de toda a sua família (CENGIZ, 2007).

Odontologia para gestantes

Como deve ser o tratamento odontológico da gestante?

No pré-natal odontológico, a saúde bucal da gestante deve ser examinada por uma equipe capacitada, que faça com que ela sinta-se à vontade para tirar todas as suas dúvidas, e segura para realizar o tratamento, caso isso seja necessário.

O medo das gestantes de fazerem procedimentos odontológicos existe, e está baseado em crenças de que o tratamento pode prejudicar a gravidez e causar problemas ao bebê e à mãe (ECHEVERRIA; POLITANTO, 2014). Sabe-se, que o atendimento odontológico pode ser feito em qualquer momento da gestação, desde que a mulher tenha boas condições de saúde e alguns cuidados sejam tomados. É importante a comunicação com o médico da paciente para ter outras informações sobre seu estado geral de saúde (AMMARI; KONISHI; DAMIAN, 2013). Esta ação, junto com uma entrevista detalhada sobre a saúde da paciente, será usada para a realização de um tratamento odontológico adequado e seguro.

Durante o tratamento odontológico, é fundamental que a gestante tenha todos os focos de infecção, como cárie(s) e doenças inflamatórias na gengiva. E tão importante quanto o tratamento restaurador, serão as informações passadas pelo dentista sobre os cuidados para prevenir as doenças da boca.

1. Ambiente de atendimento.

2. Controle dos sinais vitais.

3. Posição da gestante durante o atendimento.

4. Exames radiográficos.

5. Anestesia.

6. Uso de medicações.

7. Orientações para os cuidados com a saúde bucal.

Saúde bucal da mãe

O que pode ocorrer com a gestante se ela não cuidar de sua saúde bucal? Acesse o objeto abaixo e saiba mais sobre o tema.

Saúde bucal do bebê

Informações importantes para a saúde bucal do bebê

A Odontologia para bebês e todo atendimento odontológico realizado em crianças entre o nascimento e os três anos de idade, para manter a saúde bucal, de maneira que o tratamento seja educativo-preventivo (MAGALHÃES et al., 2009). Visitar o dentista no primeiro ano de vida ajuda nos cuidados da saúde bucal e também que as crianças cresçam já acostumadas com os consultórios dentários (MELO E WALTER 1997).

É indicado que os pais levem seus bebês ao dentista ainda nos primeiros meses de vida, porque existem problemas que podem atingir os recém-nascidos. O dentista irá avaliar a boca para examinar possíveis doenças que possam aparecer mesmo antes do nascimento dos primeiros dentes de leite (dentes da primeira dentição), como fissuras ou fendas no céu da boca e lábios, dentes natais ou neonatais (presentes na boca ao nascimento ou logo após o nascimento do bebê) e, a língua presa (freio lingual curto) (BERKOWITZ, 2006). Estes problemas podem até mesmo dificultar o aleitamento materno, e consequentemente prejudicar o desenvolvimento do bebê. O dentista irá também, dar explicações sobre as doenças bucais e como evitá-las.

1. A cárie tipo mamadeira.

2. A higiene bucal.

3. Sobre a alimentação.

4. O recém-nascido precisa desenvolver o hábito de sugar

.

Atividades

Não há atividades para este conteúdo.

MAIS

Não há recursos extras para este conteúdo.

Objetos de Aprendizagem

Participe

ComentáriosFórum

Deixe um comentário

Para participar, você precisa primeiro fazer seu login.